ESCLARECIMENTOS

Este material não fazia parte da realidade do meu momento atual, tornou-se aos poucos um grande sonho, que trouxe para minha vida esclarecimentos e elucidações. Por isso decidi compartilhar com outras pessoas a grande experiência que foi essa viagem a o mundo de Smallville.
Minha principal meta é apresentar um material para que os leitores tirem suas próprias idéias e deduções partindo do meu ponto de vista.
Deixo explicitamente transparente que não me julgo uma grande entendedora dos assuntos específicos de cada episódio. Mas, tenho um enorme encanto e constante interesse por esses temas. Me considero uma curiosa e uma amante insaciável de múltiplas áreas. Quero acrescentar também, que meu conhecimento e credenciais profissionais não abarcam essa gama profunda de assuntos. Para me tornar uma melhor conhecedora, apenas me deixei seduzir com o seriado Smallville e me dediquei a pesquisar cada vez mais um grande número de áreas do saber.
Para iniciar esta obra contei com a ajuda de várias pessoas que me motivaram a seguir em frente, com apoio e, sempre me preenchendo de energia, através do mais nobre dos relacionamentos: O de mestre e aluno.

domingo, 14 de setembro de 2008

QuartaTemporada - Episódio 1

· Episódio “Cruzada” (4.01)
Chloe deixa um vídeo dizendo que provavelmente deve estar morta, pedindo a Clark para encontrar quem fez isso. Quem está assistindo ao tape é sua prima Lois Lane, que vai para Smallville procurar Clark.
Perdida na estrada procurando a fazenda Kent, Lois vê um raio logo a sua frente na estrada, perdendo o controle do carro, entrando para dentro do campo do milharal. Vê um enorme lampejo seguido de uma explosão, que abre uma clareira na plantação com focos de chamas. Ela se aproxima vendo uma pessoa caída no centro da clareira. Ao indagar ao jovem se está bem, Lois pergunta seu nome. O rapaz não sabe dizer e Lois o leva para o hospital, para tentar ajudá-lo dessa estranha amnésia. Quando o rapaz anda pelo corredor do hospital, é avistado por Martha Kent:
Martha – “ é você, Oh Clark, achei que tinha te perdido para sempre...” (4.01)
Clark não a reconhece, Louis explica que ele foi atingido por um raio. Martha agradece a ajuda e leva Clark para a fazenda.
Na fazenda Clark sente um “chamado”, vindo de um ponto distante do outro lado do planeta.
É do Egito, onde Lex se encontra. Lex está de posse de uma estatueta com a imagem de Tooth com escritos kryptonianos no verso. Lex volta para seu avião particular para fazer sua hemodiálise, pois ficou com deficiência em depurar seu sangue após o envenenamento que sofreu. Após o jato decolar enfrenta uma turbulência, balançando o avião, fazendo a estatueta cair e se quebrar. Dentro da estatueta está uma pedra sagrada, escondida a milhares de anos. Ao tocar a pedra ela se acende emitindo um ruído metálico, semelhante ao barulho da chave octagonal.
Ouvindo o ruído cada vez mais forte, Clark recorda sua procedência:
Clark – “ Eu sou Kal-El de Krypton. É hora de cumprir o meu destino.”
Martha percebe a interferência de Jor-El sobre ele, Clark replica falando que Clark Kent está morto, saindo voando. Clark alcança o jato de Lex em pleno ar, arrancando-lhe a porta e atraindo para suas mãos a misteriosa pedra que estava em poder de Lex.
Lex pensa que foi Lionel que fez isso, ele não vê Clark.
Martha recebe a visita de Bridgethe Crosby, assistente de Dr. Swan para tentar ajudá-la, indagando por Clark. Ao Martha dizer que Clark desapareceu no céu voando, Bridgethe conclui:
Bridgethe – “Então ele aceitou completamente seu destino Kryponiano”
Sem entender, Bridgethe explica a Martha:
Bridgethe–“O símbolo queimado em seu campo a três meses atrás, significa o símbolo Krytoniano para Cruzada.”
Bridgethe entrega uma Kryptonita preta para Martha conseguir resgatar a personalidade de Clark de dentro da figura de Kal-El.
Clark já na caverna Kawatche abre um compartimento secreto, onde ele encaixa essa pedra sagrada em uma mesa em forma de mandala Krytoniana.
Martha vai a seu encontro nas cavernas, colocando contra o peito de Clark a Kryptonita negra. Clark divide suas duas polaridades, travando uma briga com suas duas metades Clark e Kal-El. Martha joga a pedra negra para o lado “Clark”, que atravessando o peito de Kal-El, faz ele desaparecer. Ao mesmo instante que Clark Kent retorna, Jonathan retorna de sua aparente morte cerebral
Ao mesmo tempo em Paris, Lana ao fazer um trabalho histórico em uma igreja ao lado de seu novo “afair” Jason Teague, encosta no túmulo da Condessa Margareth Isobel Thoreaux, toca em um desenho igual a um símbolo da caverna Kawatche, sendo envolvida por uma halo dourado radiante. Lana perde a consciência e acorda em seu hotel com essa marca tatuada em suas costas.
Voltando ao estado normal Clark vai visitar o túmulo de Chloe, encontra Lois Lane falando que vai encontrar o culpado da morte de Chloe. Ele responde:
Clark – “ Você não está sozinha...”
Ao olhar com sua visão de Raio X, ele percebe que o túmulo está vazio e que Chloe não deve estar morta...
Clark teve um confronto com suas duas metades, é a guerra da dualidade dentro dele mesmo.
Seu lado ”Clark” altruísta, que se importa com os outros e seu lado “Kal-El”, com sua paixão pelo poder, que pensa em si próprio. Em sua existência há espaço para as duas personalidades, que evidenciam-se em momentos diferentes. Em toda sua adolescência ele deixou seu lado “Clark Kent” (C.K.) sobrepujar, até o momento que se exilou em Metrópolis. Ali foi o primeiro ensejo que ele deixou seu lado “Kal-El” falar mais alto. Desde então tomou consciência da existência de seu lado obscuro, ambicioso e até desumano. Clark percebeu que são na verdade conviventes inconscientes.
O fato de saber que possui habilidades inigualáveis e a presunção de poder e arrogância que advém daí, moldam o caráter de Kal- El (oriundo da influência de Jor-el). Essa transformação em Kal-El (K.E.), ‘desligou’ nele a capacidade de sentir compaixão, mostrando um lado “frio”, movido por um misto de insolência e soberania.
Martha precisou interferir para que o lado “K.E.” não vencesse o lado “C.K.” O Episódio comove porque fala da eterna dualidade entre: o correto e justo X o iníquo e abusivo.
“C.K.” foi criado nos moldes de uma família bondosa, igualitária, nobre e a favor sempre do “ bom combate”...
A segunda personalidade não, sob o domínio de Jor-El, que é capaz de todas as atrocidades para dominar o planeta.
Clark teve que confrontar uma verdadeira cruzada heróica, tendo que enfrentar não a tentação do mundo, mas de sua outra metade e, é claro, Clark não sucumbe .
“ Quando ficamos conscientes das sementes de violência que estão dentro de nós, é mais fácil corrigi-las.” (Dom Laurence Freeman)

Nenhum comentário:

 

smallville

superman

super homem

clark kent

kansas
krypton