ESCLARECIMENTOS

Este material não fazia parte da realidade do meu momento atual, tornou-se aos poucos um grande sonho, que trouxe para minha vida esclarecimentos e elucidações. Por isso decidi compartilhar com outras pessoas a grande experiência que foi essa viagem a o mundo de Smallville.
Minha principal meta é apresentar um material para que os leitores tirem suas próprias idéias e deduções partindo do meu ponto de vista.
Deixo explicitamente transparente que não me julgo uma grande entendedora dos assuntos específicos de cada episódio. Mas, tenho um enorme encanto e constante interesse por esses temas. Me considero uma curiosa e uma amante insaciável de múltiplas áreas. Quero acrescentar também, que meu conhecimento e credenciais profissionais não abarcam essa gama profunda de assuntos. Para me tornar uma melhor conhecedora, apenas me deixei seduzir com o seriado Smallville e me dediquei a pesquisar cada vez mais um grande número de áreas do saber.
Para iniciar esta obra contei com a ajuda de várias pessoas que me motivaram a seguir em frente, com apoio e, sempre me preenchendo de energia, através do mais nobre dos relacionamentos: O de mestre e aluno.

domingo, 14 de setembro de 2008

Segunda Temporada - Episódio 8

· Episódio “A volta de Ryan” (2.08)
Ryan está sob cárcere em uma clinica de pesquisas mentais. Conseguindo chegar até um telefone liga para Clark e pede para ele o tirar de lá. Clark sente pela voz de Ryan que ele está desesperado, e se culpa por não ter percebido em seus e-mails que algo estava errado com ele. Clark descobre o endereço do instituto Summerholt e vai até lá verificar. Na recepção, comunicam a Clark que Ryan não está lá, pois é um instituto de pesquisas e não aceitam pacientes. Ele não aceita isso como resposta, e a recepcionista chama o responsável para falar com ele, Dr. Gardner. Dr. Gadner continua taxativo dizendo que seu amigo não esta lá. Mas Clark utiliza sua visão de Raio X e descobre um andar de acesso restrito e vai até lá. Clark descobre Ryan e o leva para Smallville. Sem ter onde escondê-lo ele o leva para a mansão Luthor.
Lex – “ Clark, você raptou um menor. Você e eu seremos indiciados. Ambos estamos bem encrencados. “ (2.08)
Lex acha estranho Clark ter conseguido tirar o menino da clinica e não ter sido detido pelos guardas. Clark diz que teve sorte.
Lex- “ É o cara mais sortudo que já conheci. Tomara que sua sorte não acabe até amanhã.”
Clark não teve tanta sorte assim. No dia seguinte Dr. Gardner estava na fazenda Kent acompanhado do Xerife Ethan, com um mandado de busca. Caso não entregassem Ryan, iria chamar os agentes federais , para efetuarem uma busca na fazenda, tão detalhada como se fossem olhar com um microscópio. Clark não poderia deixar isso acontecer, principalmente por ter a nave escondida no abrigo, e pediu um dia de prazo para trazer Ryan. No dia seguinte Dr. Gardner chega com o xerife e com os documentos provando que é o atual tutor do menino.
Dr. Gardner – “ A escolha é sua Sr. e Sra Kent podem perder um só garoto, ou os dois. Menores raptores também cumprem pena. “
Lex chega com uma liminar, que concede a guarda temporaria de Ryan para os Kent, e Gardner ameaça prender Clark. Lex revida, dizendo que entrará com um processo contra Summerholt por pesquisas envolvendo maus tratos a menores. Dr. Gardner, é obrigado a aceitar, mas avisa que a batalha entre eles não acabou.
Ryan tem sérias dores de cabeça e é internado no hospital. Ryan sabe qual é o seu problema. Ele tem um tumor no cérebro, e esta morrendo. Clark não se conforma de não poder fazer nada:
Clark – “ ... mas não posso ajudar Ryan. Que espécie de herói sou eu?”
Lex encontra um cirurgião, Dr. Burton, que descobriu revolucionários sistemas de atrofiar tumores cerebrais. Clark consegue traze-lo até Smallville. Ryan surge com um brilho muito especial nos olhos: é o brilho da esperança que cada vez mais contagia a todos. Ryan obteve apenas mais alguns dias de vida, e pede para passar esse tempo com Clark.
Ryan – “ Não quero que fique com raiva, nem triste. Você mudou a minha vida. Vai mudar a vida de muita gente, Clark. Prometa que nunca vai desistir...”
Ryan falece.
A tristeza se aproxima de Clark e vai entrando em sua alma. Esse sentimento surge depois que ele perde um amigo que considerava muito importante. Clark precisa aceitar que mesmo tendo superpoderes sempre existirão infortúnios, tristezas e fatalidades. A tristeza faz parte, porque revela sua incapacidade e limitação de manter aqueles que ama entre ele. Dilacerado pelas circunstâncias, vê Ryan escapando dos seus braços apesar dos seus dons suprahumanos. Assim são as surpresas da vida, inevitáveis, quando menos esperamos, elas surgem.
Depende unicamente dele como enfrentará os lados escuros de sua jornada. Pode lamentar do destino, entrar em depressão, culpar fatores externos, ou se esforçar e tentar superar com otimismo e coragem os revezes da vida.
“ ... Ele embarcou para a viagem ao infinito do seu caminho de Luz. Que o grande Espírito possa acolhe-lo de volta as estrelas e ao lar. Grandes benefícios e bênçãos sempre se irradiam da libertação de uma alma nobre. “ (Antônio Harres Bola)

Nenhum comentário:

 

smallville

superman

super homem

clark kent

kansas
krypton